Associação Brasileira dos Jornalistas

capa14anos
A “era de ouro” entre China e África do Sul virá em breve

A “era de ouro” entre China e África do Sul virá em breve

O presidente Xi propôs que China e África do Sul devam ser parceiros estratégicos de elevada confiança mútua.

Este ano marca o 25º aniversário do estabelecimento das relações diplomáticas entre a China e a África do Sul. Ao longo de 25 anos, os dois países experimentaram vicissitudes da conjuntura internacional e deram um salto das relações bilaterais, passando de parceria, posteriormente parceria estratégica, a parceria estratégica abrangente. Esta é a quarta visita de Estado do presidente chinês, Xi Jinping, à África do Sul, nessa posição. No dia 22, horário local, ele, juntamente com seu homônimo sul-africano, Cyril Ramaphosa, concordaram em trabalhar juntos para elevar a parceria estratégica abrangente entre os dois países a um novo nível e construir conjuntamente uma comunidade de futuro compartilhado China-África do Sul de alto nível.

O presidente Xi propôs que China e África do Sul devam ser parceiros estratégicos de elevada confiança mútua, parceiros de desenvolvimento que avançam juntos, parceiros amigos, que se conheçam bem reciprocamente, e parceiros globais que defendam a justiça.

O desenvolvimento é uma tarefa comum da China e da África do Sul. Esta corresponde ao primeiro país africano a aderir à Iniciativa “Cinturão e Rota” e tornou-se por 13 anos consecutivos o maior parceiro comercial da China na África. A África do Sul é um dos maiores destinos de investimento chineses no continente. O investimento acumulado da China no país ultrapassou os 25 bilhões de dólares, criando mais de 400 mil postos em seu território.

A China deixou claro que apoia a África do Sul no desempenho de um papel mais importante nos assuntos internacionais e regionais, e está disposta a trabalhar com ela e os demais países em desenvolvimento para praticar o verdadeiro multilateralismo. A África do Sul declarou que, juntamente com outras economias do “Sul Global”, espera fortalecer a solidariedade e a cooperação com a China e promover o estabelecimento de uma ordem internacional mais equitativa, justa e razoável.

FONTE:

https://www.brasil247.com/mundo/a-era-de-ouro-entre-china-e-africa-do-sul-vira-em-breve