Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

“A Lava Jato violou a lei, fraudou a Justiça e perseguiu inocentes”, diz Renan Calheiros

O senador repercutiu a decisão que afastou das funções a juíza Gabriel Hardt e três desembargadores do TRF-4.

Após a decisão do corregedor-nacional de Justiça, Luis Felipe Salomão, que afastou nesta segunda-feira (15) a juíza Gabriela Hardt, ex-titular da 13ª Vara de Curitiba, e três magistrados do Tribunal Regional Federal da quarta região, o TRF-4, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) utilizou as redes sociais para comentar sobre a medida.

“A lava jato quebrou empresas, desempregou 4,4 milhões, violou a lei, fraudou a Justiça e perseguiu inocentes. Uma milícia togada com sede de poder e dinheiro”, publicou. “A punição pedagógica no TRF 4 mostra que Torquemadas e suas heresias têm vida curta e ardem nas fogueiras que acenderam”.

Em 2017, Renan Calheiros havia sido denunciado pela Procuradoria Geral da República por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em um esquema de corrupção em contratos da Transpetro. Em 2023, na ação da Lava Jato, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou a denúncia contra o senador.

A decisão de afastar Hardt e três desembargadores se deu por burla à ordem processual, violação do código da magistratura, prevaricação e desrespeito a decisões do Supremo Tribunal Federal, conforme relatado por Daniela Lima, do g1. Essa medida teve como base os resultados da inspeção extraordinária realizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) sobre os processos da Lava Jato.

FONTE:

https://www.brasil247.com/brasil/a-lava-jato-violou-a-lei-fraudou-a-justica-e-perseguiu-inocentes-diz-renan-calheiros