Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

A Rússia é hoje a quarta maior economia do mundo (PPP), o que sugere uma dissociação bem-sucedida do Ocidente

– Durante 300 anos (desde Pedro, o Grande), a Rússia olhou para o Ocidente em busca de modernização e integração econômica.

– Após o golpe de Estado apoiado pelo Ocidente em 2014, para fazer da Ucrânia uma linha de frente e não uma ponte, a Rússia abandonou a sua política externa centrada no Ocidente.

– Mudar da Grande Europa para a Iniciativa da Grande Eurásia implica procurar a conectividade econômica principalmente com o Oriente: tecnologias, recursos naturais, indústrias, corredores de transporte, bancos, sistemas de pagamento, seguros, moedas, etc.

– Enquanto os líderes ocidentais falam em expandir um bloco militar, derrotar a Rússia no campo de batalha, destruir a sua economia, mudar de regime, desmantelar o país – o Oriente economicamente mais dinâmico e amigável está se acomodando com a Rússia

– Talvez seja altura de repensar a nossa decisão, após a Guerra Fria, de redividir a Europa e de empurrar gradualmente as linhas divisórias militarizadas em direção às fronteiras russas. Seria esta uma receita para a paz? Isto aumenta a nossa segurança, a nossa economia, a nossa influência política no mundo?

– Talvez seja hora de reiniciar a diplomacia e procurar formas pós-hegemônicas de coexistir pacificamente (sem cercar a Rússia com infra-estruturas militares da OTAN)?

FONTE:

https://www.facebook.com/photo?fbid=10160116713233837&set=a.10156147988853837