Associação Brasileira dos Jornalistas

capa14anos
Acesso à internet cresce no Brasil, em 2022, em todas as faixas etárias, aponta IBGE

Acesso à internet cresce no Brasil, em 2022, em todas as faixas etárias, aponta IBGE

Apesar da evolução, o país ainda tem muitos excluídos digitais, principalmente no Norte e no Nordeste.

Em 2022, o acesso à internet no Brasil cresceu em todas as faixas etárias. O aumento entre os idosos chamou atenção do IBGE.

Três gerações de olhos nas telas. Eles acompanham juntas a evolução da tecnologia. Maria Nair Sampaio Machado, de 95 anos, não se aperta com o smartphone de última geração.

“Eu uso para tudo. Para ver hora, para ver o noticiário. Em suma, tudo o que tiver de importante, eu vejo pelo celular”, conta.

A dentista Maria Regina Sampaio Machado, filha da Maria Nair, nem se lembra mais que na casa existe um computador.

“Computador eu não uso mais. Praticamente é uma vez por ano para fazer imposto de renda. E o celular eu uso para tudo”, diz.

E a publicitária Lylia Machado Soares de Lima, filha da Regina, até usa o notebook porque ela trabalha com marketing digital. Mas, no celular, também resolve tudo.

“Eu consigo captar uma imagem, eu consigo editar. Tudo do celular”, afirma.

O IBGE registrou que, em 2022, quase 88% dos brasileiros de 10 anos ou mais usaram a internet. Um recorde: são mais de 161 milhões de pessoas. Apesar da evolução, ainda temos muitos excluídos digitais, principalmente no Norte e no Nordeste.

“A gente precisa de políticas públicas que façam esses usos e esse acesso à internet chegar nesses lugares mais longínquos, mas também de politicas públicas que permitam essas pessoas usarem de uma forma melhor essas tecnologias”, diz Renata Tomaz, professora da FGV ECMI.

O equipamento mais utilizado para navegar na rede é, de longe, o celular. Enquanto isso, o índice de pessoas que acessa a internet pelo computador recuou de 63% para 35,5% em seis anos.

A sala das famílias brasileiras está cada vez mais conectada. A TV com acesso à internet abriu um mundo de possibilidades como: a interação entre todas as telas e o streaming, que pela primeira vez entrou na pesquisa do IBGE. Filmes, séries, TV ao vivo no celular, dentro do ônibus, no metrô ou em casa, pelo aplicativo que o usuário pode baixar na própria TV. Os serviços de streaming já estão presentes em mais de 43% dos domicílios com aparelhos de TV no Brasil, o que faz o acesso à internet pela televisão superar o acesso por computadores.

“A partir de agora, você tem televisões que se conectam à internet e consegue te entregar tudo o que a internet te entrega”, diz Lylia.

Como na casa da Nair, uma mulher hiper conectada ao agora.

FONTE:

https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2023/11/09/acesso-a-internet-cresce-no-brasil-em-2022-em-todas-as-faixas-etarias-aponta-ibge.ghtml