Associação Brasileira dos Jornalistas

capa14anos

Aliados dos EUA ficam com medo da Armada do Mar Vermelho e quem poderia culpá-los?

Militantes iemenitas conhecidos como Ansar Allah (Houthis), em conjunto com as forças armadas do Iêmen, dizem que o embargo imposto ao Mar Vermelho continuará até que um cessar-fogo seja solicitado em Gaza e a ajuda humanitária permita a entrada de mais de dois milhões de pessoas famintas.

A decisão de Washington de responder militarizando ainda mais o Estreito de Bab el -Mandeb – o ponto de estrangulamento de 30 quilômetros de largura largamente controlado pelos iemenitas – é uma escalada imprudente no que agora se revelou um conflito que abrange toda a região. O Iêmen é um aliado do Irã que viu os seus outros aliados na região serem atacados pelos EUA e Israel. O assassinato de um importante comandante iraniano esta semana num ataque aéreo israelita à capital síria, Damasco, está alimentando uma conflagração internacional. […]

Os iemenitas estavam invictos e, de fato, forçaram a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos a abandonarem as suas agressões assassinas depois de os rebeldes de Ansar Allah terem começado a atacar instalações petrolíferas com drones e mísseis balísticos. É por isso que os sauditas e outros árabes não estão dispostos a participar na flotilha liderada pelos EUA. Política e militarmente, sabem que se trata de um cálice envenenado.

FONTE:

https://www.facebook.com/photo/?fbid=10159896971768837&set=a.10151306301983837