Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

Alunos ocupam prédio de Columbia; manifestações antiguerra se intensificam

Horas antes da ocupação do Hamilton Hall, a univesidade disse que havia começado a suspender estudantes.

Dezenas de manifestantes tomaram conta de um dos prédio da Universidade de Columbia, em Nova York (EUA), durante a madrugada, na mais recente escalada dos protestos contra a guerra entre Israel e Hamas que se espalharam pelos campus universitários ao redor dos Estados Unidos.

Os estudantes carregaram móveis e barricadas metálicas para o Hamilton Hall, um dos vários edifícios que foram ocupados durante as manifestações pelos direitos civis e contra a Guerra do Vietnã, em 1968, no campus da Columbia. Uma faixa escrita “Palestina Livre” foi pendurada em uma das janelas do local.

A estação de rádio estudantil WKCR-FM transmitiu em detalhes a tomada do prédio, que ocorreu quase 12 horas após o prazo de segunda-feira para que os manifestantes deixassem um acampamento de cerca de 120 barracas ou enfrentassem suspensão.

Pelas redes sociais, um dos grupos estudantis que organizam os protestos, o Columbia University Apartheid Divest (CUAD), publicou que planejavam permanecer no hall até que a universidade cedesse às suas três demandas: desinvestimento, transparência financeira e anistia.

Universidades em todo os EUA estão lidando com a questão de como desocupar acampamentos à medida que as cerimônias de formatura se aproximam, com algumas continuando as negociações e outras recorrendo à força e a ultimatos que resultaram em confrontos com a polícia.

Diversas pessoas foram presas na segunda-feira durante protestos em universidades no Texas, Utah, Virginia e New Jersey, enquanto a Columbia disse horas antes da ocupação do Hamilton Hall que havia começado a suspender estudantes.

FONTE:

https://valor.globo.com/mundo/noticia/2024/04/30/alunos-ocupam-predio-de-columbia-manifestacoes-antiguerra-se-intensificam.ghtml