Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

Blinken minimiza diferenças e exalta Lula: “conversa não poderia ter sido melhor”

“Isso acontece com os amigos. Podemos ter discordâncias e ao mesmo tempo trabalharmos juntos”, disse o secretário de Estado dos EUA sobre a parceria com o presidente brasileiro.

Em uma coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (22), no Rio de Janeiro, o secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, enfatizou a positividade da troca de diálogo com o presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva (PT). De acordo com a revista Veja, Blinken declarou que a interação com Lula “não poderia ter sido melhor”, ressaltando a convergência de visões entre o líder brasileiro e o presidente norte-americano Joe Biden em relação aos desafios globais.

A declaração ocorreu após o encerramento da primeira reunião de ministros das relações exteriores do G20 sob a presidência do Brasil. Blinken compartilhou impressões sobre sua recente visita a Brasília, na qual se encontrou com Lula. Durante o encontro, ambos abordaram diversas agendas comuns, incluindo questões ambientais, combate à fome, melhoria da produtividade agrícola, proteção dos direitos dos trabalhadores e ações para reduzir desigualdades raciais.

Sobre a comparação feita por Lula em relação ao massacre promovido Israel em Gaza e o Holocausto, o secretário dos EUA expressou sua discordância, mas reiterou o compromisso mútuo em resolver conflitos e buscar soluções conjuntas. “Isso acontece com os amigos. Podemos ter discordâncias e ao mesmo tempo trabalharmos juntos. E concordamos que precisamos agir em conjunto para tirar os reféns de Gaza e terminar o conflito”, disse o chefe da diplomacia estadunidense.

Blinken também enfatizou o apoio dos Estados Unidos ao Brasil durante sua presidência do G20, assegurando que trabalharão em conjunto para garantir o sucesso do país nessa posição de destaque.

FONTE: https://www.brasil247.com/mundo/blinken-minimiza-diferencas-e-exalta-lula-conversa-nao-poderia-ter-sido-melhor