Associação Brasileira dos Jornalistas

abjmaior
“Brasileiro não permitirá um retrocesso institucional”, diz Rodrigo Maia

“Brasileiro não permitirá um retrocesso institucional”, diz Rodrigo Maia

Deputado falou via Twitter.

Citou passado no Chile.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), comentou por meio de sua conta no Twitter neste domingo (28.jun.2020) o dado de que 75% dos brasileiros apoiam a democracia, de acordo com pesquisa DataFolha.

Maia afirmou que por um lado, fica feliz, porque “o brasileiro não permitirá um retrocesso institucional”. Por outro, disse, fica entristecido “por ter que, em pleno século XXI, me preocupar com uma discussão que já deveria estar enterrada.”.

“Nasci no Chile em 1970, filho de um brasileiro perseguido pela ditadura e uma chilena; saímos de lá no ano seguinte com a chegada de Pinochet ao poder. Meus pais conheceram a dor da separação forçada e o abuso da força da ditadura. Por mais que uma minoria ainda tente ressuscitar o terror, o horror da ditadura não retornará tão cedo por aqui”, declarou o presidente da Câmara.

Reprodução/Twitter

“Dia triste para os saudosistas do autoritarismo”, afirmou Maia.

Mais cedo, em Brasília, 1 grupo de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro fazia protesto em Brasília. Eles pediam intervenção militar com Bolsonaro no poder. O presidente da República não participou do ato nem se manifestou sobre o assunto. Passou o domingo todo no Palácio da Alvorada.

O presidente da República já chegou até a discursar em manifestação com pauta a favor de 1 novo AI-5 (Ato Institucional número 5, editado em 1968 e que recrudesceu a ditadura). Ele nega, porém, ser favorável a uma ruptura democrática. Nas últimas semanas, deixou a temperatura baixar.

FONTE:

https://www.poder360.com.br/congresso/brasileiro-nao-permitira-um-retrocesso-institucional-diz-rodrigo-maia/