Associação Brasileira dos Jornalistas

capa14anos

Caputo anuncia maxidesvalorização cambial na Argentina e prevê aumento da inflação nos próximos meses

Ministro disse que a situação dos argentinos vai piorar antes de começar a melhorar.

Luis Caputo, Ministro da Economia da Argentina, anunciou nesta terça-feira as primeiras medidas do plano de ajuste econômico do governo de Javier Milei. A principal medida anunciada foi a desvalorização da moeda argentina, elevando o valor do dólar oficial para 800 pesos – a cotação anterior era próxima a 350 pesos. A notícia foi divulgada através de uma mensagem gravada pelo ministro, que destacou a necessidade de “evitar uma catástrofe” econômica.

De acordo com reportagem do Clarín, as medidas anunciadas incluem um corte profundo nos gastos públicos e uma reforma do Estado, que foram ajustadas até o último momento com o presidente Milei, durante a reunião de gabinete no segundo dia de mandato de Caputo. Entre as ações estão:

  • Não renovação de contratos trabalhistas do Estado com menos de um ano de duração.
  • Suspensão da verba publicitária por um ano, tendo em vista os 34 milhões de pesos gastos em publicidade no último ano.
  • Redução dos ministérios de 18 para 9 e das secretarias de Estado de 106 para 54.
  • Minimização das “transferências discricionárias do Estado nacional para as províncias”.

Caputo ressaltou a gravidade da situação econômica do país, afirmando que a Argentina enfrenta “a pior herança de nossa história”, com um déficit fiscal que supera os 5,5 pontos do PIB. Ele alertou sobre o risco de hiperinflação, com a inflação atualmente em 300% ao ano e disse que a situação vai piorar antes de melhorar.

O ministro também mencionou o discurso de posse de Milei, que falava sobre a possibilidade de a inflação atingir níveis de 15.000% ao ano. Como exemplo, mencionou o aumento potencial do preço do leite de 400 para 60 mil pesos em um ano.

Inicialmente, o vídeo do Ministro da Economia deveria ter sido transmitido às 17h, mas foi adiado para as 18h devido a atrasos e ajustes de última hora. Caputo começou seu pronunciamento depois das 19h, agradecendo aos eleitores, enquanto sirenas podiam ser ouvidas ao fundo.

Em uma conferência de imprensa matutina, o porta-voz presidencial Manuel Adorni antecipou que as medidas visam enfrentar a “urgência econômica” do país e evitar uma catástrofe maior.

FONTE:

https://www.brasil247.com/americalatina/caputo-anuncia-maxidesvalorizacao-cambial-na-argentina-e-preve-aumento-da-inflacao-nos-proximos-meses