Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

Chanceler israelense volta a agredir presidente Lula e pode levar o Itamaraty a romper relações

Israel Katz se aproveitou de lapso verbal para insultar o presidente Lula; ONU decidiu hoje que Israel deve responder por crimes contra a humanidade.

Logo depois de Israel ser condenado na ONU por crimes contra a Humanidade, como vem sendo denunciado pelo presidente, o chanceler israelense  Israel Katz voltou a agredir Lula em suas redes sociais nesta sexta-feira (5) e pode levar o Itamaraty a romper relações com o país.

A postagem de Katz ocorreu após Lula ter um lapso verbal durante um discurso público: ele citou 12 milhões de crianças palestinas mortas, mas os números oficiais do Ministério da Saúde de Gaza, apontam que a guerra causou a morte de 12.300 crianças.

O lapso verbal foi suficiente para o israelense atacar o presidente (postagem abaixo): “Deveria haver uma lei que obrigasse toda pessoa que deseja se tornar presidente a aprender a contar”, atacou o chanceler.

Saiba mais – O Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas adotou na sexta-feira uma resolução apelando a que Israel seja responsabilizado por possíveis crimes de guerra e crimes contra a humanidade na Faixa de Gaza, embora Israel a tenha rejeitado como um “texto distorcido”.

Vinte e oito países votaram a favor, 13 abstiveram-se e seis opuseram-se à resolução, incluindo os Estados Unidos e a Alemanha. A adoção fez com que vários representantes do Conselho aplaudissem e aplaudissem.

A resolução sublinhou “a necessidade de garantir a responsabilização por todas as violações do direito internacional humanitário e do direito internacional dos direitos humanos, a fim de acabar com a impunidade”.

FONTE:

https://www.brasil247.com/mundo/chanceler-israelense-volta-a-agredir-o-presidente-lula-e-pode-levar-o-itamaraty-a-romper-relacoes