Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

Corregedor do CNJ: ‘a vitória é que a Lava Jato será enfim passada a limpo’

Relatório de Luis Felipe Salomão aponta ilegalidades na gestão de recursos da operação, levando a abertura de Processo Administrativo Disciplinar contra Hardt e desembargadores.

O corregedor nacional de Justiça, Luis Felipe Salomão, disse que a divulgação do extenso relatório que expôs supostas irregularidades na administração de recursos da Operação Lava Jato, visa iniciar investigações conduzidas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra a juíza Gabriela Hardt, responsável pela 13ª Vara Federal de Curitiba, e outros três juízes, incluindo Sergio Moro, este último sujeito a julgamento separado, destaca o jornal Folha de S. Paulo.

Na última terça-feira (16), durante a sessão deliberativa do CNJ, Salomão defendeu a abertura de um Processo Administrativo Disciplinar (PAD).

As supostas irregularidades foram identificadas em correições realizadas na 13ª Vara e no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), onde os processos da Lava Jato também foram conduzidos. Salomão havia afastado os quatro magistrados anteriormente, alegando que Hardt havia “aparentemente” agido ilegalmente, citando crimes como desvio, prevaricação e corrupção passiva.

Contudo, o afastamento de Hardt e do atual titular da 13ª Vara Federal, Danilo Pereira Júnior, foi revertido por uma estreita margem de votos (8 a 7), incluindo o voto do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso. A maioria dos conselheiros do CNJ, no entanto, sinalizou apoio à abertura do PAD, que poderá resultar em punições como a aposentadoria compulsória dos magistrados.

FONTE:

https://www.brasil247.com/poder/corregedor-do-cnj-revela-irregularidades-na-lava-jato-e-anuncia-investigacoes-sera-finalmente-passada-a-limpo