Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

“Destino de todos da República de Curitiba pode ser a cadeia”, diz Tony Garcia após afastamento de Hardt

Empresário celebrou a decisão do CNJ de afastar a ex-titular da 13ª Vara da Justiça Federal em Curitiba e mais três desembargadores do TRF-4.

O empresário Tony Garcia, um dos responsáveis por denunciar ilegalidades de lavajatistas em Curitiba, celebrou a decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de afastar, nesta segunda-feira, a juíza Gabriela Hardt e os desembargadores Thompson Flores, Danilo Pereira Júnior e Loraci Flores de Lima, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Garcia, que tem sido vocal em suas críticas à condução da operação Lava Jato e seus membros, foi ao X (antigo Twitter) expressar sua satisfação com o desenrolar dos eventos: “A CASA DE SERGIO MORO, GABRIELA HARDT E DANILO PEREIRA JÚNIOR CAIU. A juíza copia e cola e o juíz Danilo, as duas ‘longa manus’ de Sergio Moro, são afastados pelo CNJ e podem perder o cargo definitivamente por irregularidades”.

Em seu tweet, Garcia relembrou o episódio em que, após uma audiência em 2023 onde ele relatou várias irregularidades e crimes cometidos por Moro em seu processo, a magistrada optou por ignorar os relatos e, em vez disso, tentou prejudicá-lo: “Denunciei Gabriela ao CNJ após audiência com ela onde relatei várias irregularidades e crimes cometidos por Moro em meu processo. O que fez a juíza IMPARCIAL? Ao invés de tomar providências com o relatado, se voltou contra mim em uma tentativa patética em quebrar um acordo transitado em julgado em 2008.”

O afastamento dos magistrados pelo CNJ se baseou em uma série de infrações graves, incluindo a colaboração indevida com a extinta força-tarefa da Lava Jato e desobediência a decisões superiores do STF. Em especial, Gabriela Hardt foi acusada de discutir previamente decisões judiciais com integrantes da força-tarefa e de apoiar a criação de uma fundação financiada pela Petrobras com base em informações incompletas e fornecidas fora dos autos.

“O destino de todos pode ser a cadeia. TIC TAC TIC TAC TIC TAC,” concluiu Garcia, antecipando o que ele vê como um possível desfecho para as figuras centrais da Operação Lava Jato, agora sob escrutínio intensificado.

FONTE:

https://www.brasil247.com/regionais/sul/destino-de-todos-da-republica-de-curitiba-pode-ser-a-cadeia-diz-tony-garcia-apos-afastamento-de-hardt