Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

Em seu primeiro voto no âmbito da Lava Jato, Dino barra estratégia de Eduardo Cunha em ação por suborno de R$ 20 milhões

Recém-empossado ministro do STF, Flávio Dino seguiu o relator Edson Fachin ao negar transferir o caso para a Justiça Eleitoral em São Paulo.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Flávio Dino proferiu seu primeiro parecer no âmbito da Operação Lava Jato negando o pedido de Eduardo Cunha (MDB-RJ), ex-presidente da Câmara dos Deputados, para transferir para a Justiça Eleitoral a investigação sobre supostas propinas no valor de R$ 20 milhões. O valor teria sido repassado pela empreiteira Odebrecht ao ex-parlamentar no contexto das obras do Projeto Madeira. A sessão que deliberou sobre o caso ocorreu no plenário virtual do STF.

Segundo a coluna do jornalista Fausto Macedo, do jornal O Estado de S. Paulo, Dino alinhou seu voto ao do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato, concordando em manter a investigação sob a jurisdição da Justiça Federal do Distrito Federal. Dias Toffoli também acompanhou o voto do relator, enquanto o ministro Cristiano Zanin declarou-se impedido de participar do julgamento. Os demais integrantes da Corte têm até a próxima sexta-feira (1), para se manifestar.

“Caso o pedido principal – para remessa dos autos à Justiça Eleitoral – não seja atendido, a defesa de Cunha pede subsidiariamente que os inquéritos tramitem junto a um juízo específico, o da 12ª Vara Federal do DF. Em seu voto, Fachin negou também esse pedido”, destaca a reportagem.

A investigação foi iniciada com base nas delações de executivos da Odebrecht, que alegaram o pagamento de R$ 20 milhões a Eduardo Cunha, relacionado ao Projeto Madeira da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio. O Ministério Público Federal (MPF) sustenta que o ex-deputado teria influenciado o projeto em favor da construtora, que enfrentava adversidades junto ao governo federal na época.

FONTE: https://www.brasil247.com/regionais/brasilia/em-seu-primeiro-voto-no-ambito-da-lava-jato-dino-barra-estrategia-de-eduardo-cunha-em-acao-por-suborno-de-r-20-milhoes?tbref=hp