Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

ENDEREÇADO AOS CIDADÃOS DA RÚSSIA

Dirijo-me hoje a vós em relação a um ato de terrorismo horrível e selvagem, que custou a vida a dezenas de pessoas pacíficas e inocentes – os nossos compatriotas, incluindo crianças, adolescentes e mulheres.
Os médicos estão lutando para salvar as vidas das vítimas em estado crítico.
Estou confiante de que farão tudo o que estiver ao seu alcance, e ainda mais, para preservar a vida e a saúde de todos os feridos.
Estendo minha sincera gratidão às equipes de ambulâncias, terrestres e aéreas, forças especiais, bombeiros e equipes de resgate, que fizeram todos os esforços para salvar vidas e resgatar pessoas do tiroteio, do epicentro do fogo e da fumaça, evitando perdas ainda maiores.
Não posso deixar de reconhecer a ajuda prestada pelos cidadãos comuns que, logo após a tragédia, não permaneceram indiferentes nem apáticos e prestaram primeiros socorros e transportaram as vítimas para hospitais, trabalhando ao lado de médicos e pessoal de agências especiais.
Daremos o apoio necessário a todas as famílias cujas vidas foram afetadas por esta horrível atrocidade, aos feridos e aos atingidos.
Expresso minhas mais profundas e sinceras condolências a todos aqueles que perderam seus entes queridos.
O país inteiro, todo o nosso povo está de luto junto com você. Declaro o dia 24.3.2024 como dia de luto nacional.
Medidas adicionais antiterroristas e anti-sabotagem foram introduzidas em Moscou, em toda a região de Moscou e em todas as regiões do país.
Nossa principal prioridade agora é evitar que aqueles que estão por trás deste massacre sangrento cometam outro crime.
Relativamente à investigação deste crime e aos resultados da ação de busca operacional, podemos atualmente afirmar o seguinte.
Todos os 4 perpetradores, que estiveram diretamente envolvidos no ataque terrorista; todos aqueles que dispararam e mataram pessoas, foram encontrados e detidos.
Tentaram escapar e dirigiram-se para a Ucrânia, onde, segundo informações preliminares, foi preparada uma janela para que do lado ucraniano atravessassem a fronteira dos países.
Um total de 11 pessoas foi detida.
O Serviço Federal de Segurança e outras agências responsáveis ​​pela aplicação da lei estão trabalhando diligentemente para identificar e expor a base dos cúmplices por trás desses terroristas: aqueles que lhes forneceram transporte, planejaram rotas de fuga da cena do crime e prepararam esconderijos com armas e munições.
As agências de investigação e de aplicação da lei não pouparão esforços para estabelecer todos os detalhes deste crime.
No entanto, já é claro que estamos confrontados não apenas com um ataque terrorista cuidadosa e cinicamente planejado, mas com um assassinato em massa premediado e organizado contra pessoas pacíficas e indefesas.
Os perpetradores visaram, a sangue frio e deliberadamente, os nossos cidadãos, incluindo os nossos filhos, com a intenção de os matar à queima-roupa.
Tal como os nazis que outrora levaram a cabo massacres nos territórios ocupados, planejaram encenar uma execução demonstrativa, um ato sangrento de intimidação.
Todos os perpetradores, organizadores e mentores deste crime enfrentarão uma punição justa e inevitável, sejam eles quem forem e quem os dirigiu.
Enfatizo mais uma vez: identificaremos e levaremos à justiça todos e cada um dos indivíduos que estão por trás destes terroristas, aqueles que orquestraram esta atrocidade, este ataque contra a Rússia e o nosso povo.
Compreendemos o que significa a ameaça terrorista.
Neste sentido, contamos com a cooperação com todos os Estados que partilham sinceramente a nossa dor e estão prontos para realmente unir forças na luta contra um inimigo comum, o terrorismo internacional e todas as suas manifestações.
Terroristas, assassinos, aqueles indivíduos desumanos que não têm nacionalidade e nem podem tê-la, enfrentam uma mesma perspectiva sombria – retribuição e esquecimento.
Eles não têm futuro.
O nosso dever comum agora, partilhado pelos nossos camaradas de armas na frente e por todos os cidadãos do nosso país, é permanecermos unidos como um só.
Estou confiante de que o faremos, pois nada nem ninguém poderá abalar a nossa unidade e vontade, a nossa determinação e coragem, a força do povo unido da Rússia.
Nenhuma força será capaz de semear as sementes venenosas da discórdia, do pânico ou da desunião na nossa sociedade multiétnica.
A Rússia resistiu mais de uma vez às provações mais árduas, por vezes insuportáveis, mas emergiu ainda mais forte.
Assim será agora também.
FONTE
23 de março de 2024 15h30′
Transcrição do discurso do presidente da Federação Russa, Vladimir Putin postado no link: http://en.kremlin.ru/events/president/news/73703