Associação Brasileira dos Jornalistas

capa14anos

Houthis atacam destróier da Marinha americana no Mar Vermelho, dizem EUA

Um caça dos EUA derrubou o míssil na costa do Iêmen, perto da cidade de Al Hudaydah, disse o Comando Central dos Estados Unidos.

O destróier USS Laboon foi alvo de um ataque com mísseis realizado pelo movimento rebelde do Iêmen Ansar Allah, também conhecido como Houthis, no Mar Vermelho, disse o Comando Central dos Estados Unidos nesta segunda-feira (15), acrescentando que um caça dos EUA interceptou o míssil antes de atingir o navio de guerra.

“No dia 14 de janeiro, aproximadamente às 16h45 (horário de Sanaa), um míssil de cruzeiro antinavio foi disparado de áreas do Iêmen controladas por militantes Houthi apoiados pelo Irã em direção ao USS Laboon (DDG 58), que estava operando no sul do Mar Vermelho”, disse o comando em um comunicado.

Um caça dos EUA derrubou o míssil na costa do Iêmen, perto da cidade de Al Hudaydah, acrescentou o comunicado.

Em novembro de 2023, os Houthis anunciaram sua intenção de atacar quaisquer navios associados a Israel, instando outros países a retirarem suas tripulações das embarcações. Os Houthis prometeram continuar até que Israel encerrasse seus ataques na Faixa de Gaza.

Em 19 de dezembro, o secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, anunciou o estabelecimento de uma operação multinacional para garantir a segurança do Mar Vermelho, dizendo que o Reino Unido, Bahrein, Canadá, França, Itália, Países Baixos, Noruega, Seychelles e Espanha participariam da missão. Os Houthis prometeram atacar quaisquer navios que se juntassem à coalizão marítima liderada pelos EUA.

Nas primeiras horas da última sexta-feira (12), os militares dos EUA e do Reino Unido realizaram 23 ataques aéreos em alvos em quatro províncias em diferentes partes do Iêmen, incluindo a capital Sanaa e as cidades de Al Hudaydah, Taizz e Sadah, disseram fontes do governo local à Sputnik. Mais tarde no mesmo dia, as Forças Aéreas Centrais dos EUA disseram que os ataques dos EUA contra os Houthis no Iêmen atingiram mais de 60 alvos em 16 locais diferentes.

O porta-voz militar dos Houthis, Yahya Saria, disse mais tarde que os EUA e o Reino Unido realizaram 73 ataques a alvos Houthis no Iêmen, matando cinco combatentes e ferindo outros seis. Um membro do conselho político de alto nível dos Houthis, Mohammed Ali al-Houthi, descreveu os ataques ocidentais como “terrorismo bárbaro” e “agressão deliberada e injustificada”.

FONTE:

https://www.brasil247.com/mundo/houthis-atacam-destroier-da-marinha-americana-no-mar-vermelho-dizem-eua?tbref=hp