Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

Indústria prevê R$ 20 bilhões em investimentos com depreciação acelerada sancionada por Lula

Mecanismo estimula investimentos para modernizar o parque industrial brasileiro.

Representantes da indústria brasileira projetam R$ 20 bilhões em investimentos na compra de máquinas e equipamentos nos próximos dois anos após o governo Lula sancionar um projeto de lei que prevê a depreciação acelerada. O mecanismo de antecipação de receitas para as empresas estimula a modernização do maquinário industrial nos próximos anos. Um estudo feito pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontou que 38% das máquinas do parque fabril do país estão próximas ou já ultrapassaram o fim do ciclo de vida estipulado pelos fabricantes.

“A depreciação acelerada é fundamental para a renovação do parque industrial brasileiro, que está envelhecido. O setor é afetado pela dificuldade de renovação, por conta dos juros altos e escassez de crédito. Esse instrumento é necessário para o incremento da competitividade”, disse o economista-chefe da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, Igor Rocha, em entrevista ao Metrópoles.

Para o diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Rafael Lucchesi, a depreciação acelerada também deve colaborar para a geração de empregos. “A depreciação acelerada é usada pelas principais economias do mundo, justamente por conta da capacidade de estimular investimentos e impulsionar o crescimento econômico, com reflexos positivos sobre a criação de empregos”, disse.

O projeto foi sancionado na última terça-feira (28) em uma cerimônia no Palácio do Planalto com a presença de ministros e representantes do setor privado. “O governo ouviu, o presidente enviou projeto, o parlamento aprovou e a indústria ganhou”, disse o vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Geraldo Alckmin (PSB).

FONTE:

https://www.brasil247.com/reindustrializacao/industria-preve-r-20-bilhoes-em-investimentos-com-depreciacao-acelerada-sancionada-por-lula