Associação Brasileira dos Jornalistas

capa14anos

Josias: Chuva no Rio causou ‘afogamento da autoridade do governador’

As chuvas do Rio de Janeiro causaram o “afogamento da autoridade” do governador Cláudio Castro (PL), disse o colunista do UOL Josias de Souza, durante o UOL News da manhã desta segunda-feira (15).

Após críticas da população e da classe política, Castro decidiu interromper as férias com a família, em Orlando (EUA), para voltar ao estado a fim de liderar a reação à crise das chuvas deste fim de semana, que já deixou 11 mortos, segundo o Corpo de Bombeiros.

Uma tríade implacável dirige os destinos do Rio de Janeiro: crime morro acima, chuva morro abaixo e a inépcia governamental em todas as direções. Depois de frequentar o noticiário como refém do crime organizado, no qual o desafiou com uma fogueira em que foram queimadas mais de três dezenas de ônibus, o governador Cláudio Castro decidiu tirar férias.

Ele estava na terra do Pateta quando as chuvas, a exemplo do que já ocorreu em verões passados, começou a castigar o Rio de Janeiro. O rastro de destruição inclui, por ora, 11 pessoas mortas, uma pessoa desaparecida e o afogamento da autoridade do governador. Como diz o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes: ‘Nada disso é imprevisto. Tudo isso está nas previsões. É assim todo verão’.

Isso se repete, inclusive a inépcia governamental. Não é só um problema do Rio de Janeiro. Não dá nem para dizer: ‘Foi demais a chuva agora’. Não, choveu agora menos do que já choveu em outras oportunidades.

Os estados e as cidades, sobretudo as mais populosas, não estão aparelhadas para lidar com as chuvas. Há dificuldades para lidar com calor e há dificuldade para lidar com as chuvas. Estamos enfrentando uma crise climática e nossa capacidade de dirigir os rumos dessa crise é sempre menor que o tamanho do problema.

FONTE:

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2024/01/15/josias-chuva-no-rio-causou-afogamento-da-autoridade-dogovernador.htm