Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

Lula exalta economia brasileira, defende integração e fala em “chegar ao Pacífico” para impulsionar comércio com a China

“Temos o compromisso com a integração. Há outros países com o objetivo de chegar ao Pacífico e diminuir em 10 mil km a distância do nosso comércio com a China”, afirmou.

Em declaração à imprensa nesta quinta-feira (29) após reunião com o presidente da Guiana, Mohamed Irfaan Ali, o presidente Lula (PT) exaltou o bom momento da economia brasileira, que nesta semana recebeu a notícia de um aumento na renda média dos trabalhadores e na queda da taxa de desemprego no trimestre encerrada em janeiro.

Lula afirmou que “o Brasil vive um momento muito importante”. “Nós tivemos um primeiro ano de recuperação do nosso país, de remontar todas as nossas políticas públicas que tinham sido exterminadas e de planejar um forte investimento em políticas de infraestrutura no projeto que envolve praticamente US$ 350 bilhões, que é o nosso PAC”.

O presidente salientou que a integração regional é um dos objetivos do PAC e falou na importância de ‘chegar ao Oceano Pacífico’ para impulsionar o comércio com a China e outros países asiáticos. “Dentre esses projetos de investimento em infraestrutura nós temos o compromisso com a integração do nosso continente. Para além da Guiana, há outros países da América do Sul com o objetivo de chegar ao Pacífico e diminuir em 10 mil km a distância do nosso comércio com a China, com o Japão e outros países”.

O presidente também destacou a abertura de novos mercados para o comércio brasileiro. “A economia brasileira voltou a crescer, o emprego voltou a crescer, estamos fazendo muitos investimentos em ciência e tecnologia, muito investimento em educação, da creche à universidade, e estamos colhendo os frutos de uma política muito promissora. Só para ter uma ideia, nós abrimos 14 novos mercados para os produtos brasileiros: 14 em janeiro, 6 em fevereiro e, ao todo, chegamos a quase 70 mercados novos em apenas um ano de governo. A nossa renda per capita está crescendo, 80% dos trabalhadores estão fazendo acordos com percentual acima da inflação e estamos retomando com muita força todas as políticas de inclusão social que foram sucesso nos nossos primeiros mandatos”.

Lula exaltou também a economia da Guiana e falou em fortalecer investimentos mútuos. “Temos todo o interesse de discutir com a Guiana muitos temas importantes na área de infraestrutura, de segurança de alimentar, de cooperação fronteiriça, na área de transporte aéreo e rodoviário, na questão de comércio e investimentos, na questão energética e uma coisa muito importante, que é a discussão sobre a questão do clima. A Guiana está fazendo um esforço incomensurável para cuidar das suas florestas e, por isso, eu os convidei a participar da reunião climática do G20 para que eles possam expor a monetização que eles estão fazendo sobre a preservação da floresta da Guiana”.

“Esses assuntos me fizeram convidar o presidente Irfan para preparar uma comissão empresarial e que visite logo o Brasil para mostrar aos empresários brasileiros as oportunidades que a Guiana oferece para investimentos brasileiros na área de mineração, energética, petróleo e agricultura. Há um vasto campo de interesses de empresários brasileiros para fazer investimentos na Guiana. E há muito interesse da Guiana que, no processo de integração, possa ter acesso aos produtos agrícolas brasileiros, sobretudo a partir do seu vizinho mais próximo, o estado de Roraima”, complementou. O presidente também afirmou que a Guiana “vive um momento excepcional de possibilidades econômicas”: “vi isso quando desci no aeroporto e fui para o hotel. A quantidade de construções novas e as rodovias modernas que estão sendo construídas”.

FONTE: https://www.brasil247.com/americalatina/lula-exalta-economia-brasileira-defende-integracao-e-fala-em-chegar-ao-pacifico-para-impulsionar-comercio-com-a-china