Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

Melhora na renda retirou 20 milhões de brasileiros da insegurança alimentar em 2023

O aumento real do salário mínimo, a recomposição do Bolsa Família e o controle da inflação tiveram impacto direto no resultado.

Em 2023, cerca de 20 milhões de brasileiros saíram do quadro de insegurança alimentar moderada ou grave, informa a Folha de S. Paulo. De acordo com um levantamento realizado pelo Instituto Fome Zero, baseado em dados da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF) e da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) do IBGE, fatores como o aumento da massa de rendimentos do trabalho, a recomposição do Bolsa Família e a desaceleração dos preços dos alimentos desempenharam papéis cruciais nessa transformação.

Os números revelam que entre o quarto trimestre de 2022 e o mesmo período de 2023, houve uma redução significativa, passando de 65 milhões para 45 milhões, no total de pessoas em situação de insegurança alimentar moderada ou grave. Especificamente, o contingente de indivíduos exclusivamente em insegurança alimentar grave diminuiu de 28 milhões para 20 milhões.

O aumento real de 11,7% na massa de rendimentos do trabalho foi apontado como um dos principais impulsionadores dessa mudança, representando o maior crescimento desde o Plano Real, de acordo com análises realizadas por Marcos Hecksher, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Além disso, os números divulgados por Marcelo Neri, diretor da FGV Social, indicam um salto de 12,5% na renda real domiciliar per capita em 2023, considerando o rendimento das famílias dividido pelo total de membros.

A recomposição do Bolsa Família, que elevou o valor do benefício para R$ 600 por família, acrescido de R$ 150 por criança até 6 anos, também teve um impacto positivo na mitigação da insegurança alimentar. Somado a isso, melhorias no mercado de trabalho contribuíram para essa conquista.

Os especialistas acreditam que, com esses avanços, a taxa de pobreza do país deve apresentar uma queda expressiva quando forem calculados os dados completos da Pnad Contínua de 2023.

FONTE:

https://www.brasil247.com/economia/melhora-na-renda-retirou-20-milhoes-de-brasileiros-da-inseguranca-alimentar-em-2023-hu6drvy2