Associação Brasileira dos Jornalistas

capa14anos

Mídia promove lavagem cerebral em favor de Israel, diz Fernando Morais

Escritor considerou absolutamente parcial o comportamento da mídia brasileira e internacional e disse que direitos dos palestinos estão sendo violados.

Em uma entrevista ao canal Opera Mundi, o renomado jornalista e escritor Fernando Morais compartilhou suas opiniões sobre a cobertura da imprensa internacional e nacional sobre o atual conflito na Palestina. Com vasta experiência e conhecimento sobre o tema, Morais ofereceu uma perspectiva crítica e esclarecedora.

A entrevista começou com uma pergunta direta sobre a avaliação de Fernando Morais sobre a cobertura da imprensa. Morais destacou sua experiência pessoal, tendo visitado tanto Israel quanto a Palestina e entrevistado líderes de ambos os lados. Ele mencionou ter conversado com figuras proeminentes, incluindo Yasser Arafat e líderes da Frente Democrática de Libertação da Palestina. Morais ressaltou que sua experiência direta com ambos os lados fortaleceu sua convicção de que os direitos dos palestinos estão sendo violados por Israel.

O jornalista enfatizou que a cobertura da imprensa tradicional, especialmente no Brasil, muitas vezes é parcial e tendenciosa a favor de Israel. Ele criticou veículos de comunicação como a Folha de S.Paulo e a TV Globo, argumentando que eles não apresentam uma visão equilibrada do conflito. Morais observou que a mídia brasileira tende a retratar os palestinos como terroristas, o que não é exclusivo do Brasil, e que essa representação simplista não reflete a complexidade do conflito.

Fontes alternativas – Fernando Morais destacou a importância de buscar fontes de informação alternativas e internacionais para obter uma visão mais completa do conflito na Palestina. Ele mencionou que manifestações em todo o mundo, como a que ocorreu em Nova York com protestantes pedindo uma cobertura mais honesta por parte do New York Times, demonstram a insatisfação com a abordagem da imprensa convencional.

O jornalista apontou que canais como Sputnik e Al Jazeera, bem como a Russia Today, oferecem uma perspectiva mais equilibrada do conflito, e encorajou as pessoas a explorarem essas fontes. Morais também enfatizou a importância de ouvir ambos os lados da história e criticou veículos de comunicação que não cumprem esse princípio básico do jornalismo.

Lavagem cerebral – No decorrer da entrevista, Fernando Morais descreveu sua vontade de relatar a realidade das famílias palestinas em Gaza, destacando a necessidade de contar a história completa e não apenas uma perspectiva. Ele criticou a falta de cobertura das condições de vida em Gaza e a violência que afeta as pessoas comuns.

Em suas palavras finais, Morais resumiu sua crítica à cobertura da imprensa, chamando-a de desinformação e lavagem cerebral. Ele argumentou que a mídia convencional está falhando em relatar a verdadeira natureza do conflito na Palestina e apelou para uma abordagem mais equilibrada e justa na cobertura jornalística. Assista:

FONTE:

https://www.brasil247.com/midia/midia-promove-lavagem-cerebral-em-favor-de-israel-diz-fernando-morais