Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

Musk dobra aposta, pede renúncia de Moraes e ameaça decisões do STF

O dono da plataforma X (ex-Twitter), o bilionário Elon Musk voltou a usar as redes sociais neste domingo (7) para desafiar o ministro do STF Alexandre de Moraes e pedir sua renúncia. Em uma postagem, ele disse que vai “revelar” como as decisões de Moraes supostamente “violam” as leis brasileiras.

Desde sábado (6), Musk publica mensagens contra o ministro do STF. Agora, segundo ele, o X publicará “em breve” tudo o que é exigido por Alexandre de Moraes à empresa e “como esses pedidos violam a lei brasileira”.

“Esse juiz tem traído repetidamente e descaradamente a constituição e o povo do Brasil”, escreveu. “Ele deve renunciar ou ser alvo de um impeachment.”

A postagem ainda termina com um ataque frontal ao ministro do STF. “Vergonha, Alexandre de Moraes, vergonha”.

Oficialmente, o governo federal e Moraes não se manifestaram.

Na noite de sábado, o ministro da AGU (Advocacia-Geral da União), Jorge Messias, defendeu também no X a regulamentação “urgente” das redes sociais e criticou de forma indireta Elon Musk — o nome do empresário não foi citado. Messias disse que “bilionários com domicílio no exterior” não podem ter controle de redes sociais e violar o Estado de Direito.

O senador Randolfe Rodrigues (sem partido-AP), líder do governo, também defendeu a regulamentação. O deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) afirma que pedirá que o projeto de lei sobre o tema seja pautado — ele é relator do PL das Fake News.

Musk ameaçou fechar escritório no Brasil

A mensagem de Musk foi publicada num momento em que jornalistas escolhidos por ele receberam supostas revelações sobre como a antiga plataforma Twitter teria sido alvo de decisões que, em sua avaliação, representam um ataque contra a liberdade de expressão.

Em manobra orquestrada e que repete a estratégia adotada pela extrema direita nos EUA em 2022, as supostas “revelações” foram imediatamente instrumentalizadas por grupos bolsonaristas para pedir uma CPI e aumentar a pressão contra o STF.

No sábado, o próprio Musk disse que retiraria todas as restrições de contas no X determinadas pelo Judiciário brasileiro e ameaçou fechar o escritório da empresa no Brasil.

“Este juiz [Moraes] aplicou multas pesadas, ameaçou prender nossos funcionários e cortou o acesso ao X no Brasil”, escreveu.

Tudo isso ocorre enquanto o Judiciário, no Brasil, revela como membros do governo Bolsonaro tramaram um golpe de Estado e uma ruptura democrática.

FONTE: https://noticias.uol.com.br/colunas/jamil-chade/2024/04/07/musk-dobra-aposta-ataca-alexandre-de-moraes-e-ameaca-decisoes-do-stf.htm