Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

Musk questiona existência da Otan após a queda da União Soviética

O empresário reagiu à opinião do bilionário David Sacks no X.

O empresário norte-americano respondeu a um post no X sobre os eventos no final da Guerra Fria e depois dela, e questionou por que a Aliança Atlântica não foi dissolvida após o fim do Pacto de Varsóvia.

O empreendedor e bilionário norte-americano Elon Musk questionou por que a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) não deixou de existir após a dissolução da União Soviética em 1991.

O empresário reagiu à opinião do bilionário David Sacks no X, que escreveu que “em 1991, a União Soviética entrou em colapso e a OTAN enfrentou uma crise existencial: sua razão de ser não existia mais. Mas, em vez de se dissolver, ela criou uma nova missão: expandir-se […] Assim, ela se expandiu até a fronteira da Rússia e tentou cercá-la, provocando uma guerra”.

“Certo. Sempre me perguntei por que a OTAN continuou existindo apesar da dissolução do Pacto de Varsóvia, seu inimigo declarado e razão de ser”

O Pacto de Varsóvia foi criado em 1955 após a fundação da OTAN em 1949 e, depois de sua dissolução em 1991, muitos de seus antigos Estados-membros aderiram à Aliança Atlântica.

Apesar das promessas dos EUA no final da Guerra Fria de que a OTAN não se expandiria para leste, o bloco militar quebrou seus compromissos em 1999 e incorporou a Polônia, a Hungria e a República Tcheca em sua primeira onda de expansão, que tem continuado desde então.

FONTE:

https://www.brasil247.com/mundo/musk-questiona-existencia-da-otan-apos-a-queda-da-uniao-sovietica?tbref=hp