Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

Musk sobe o tom das ameaças e incentiva brasileiros a adquirirem VPN para burlar proibição judicial ao X

Moraes determinou, na noite deste domingo (7), a abertura de um inquérito contra o empresário Elon Musk por obstrução à Justiça.

Elon Musk, seguiu na noite deste domingo (7) com suas ameaças contra o STF (Supremo Tribunal Federal). O dono da rede X sugeriu que usuários usem um recurso conhecido como VPN (rede privada virtual, em português), que permite navegar de maneira oculta e contornar alguma proibição judicial.

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou, na noite deste domingo (7), a abertura de um inquérito contra o empresário Elon Musk por obstrução à Justiça e incitação ao crime. Além disso, Moraes incluiu o bilionário sul-africano no inquérito das fake news por “dolosa instrumentalização criminosa da provedora da rede social X [da qual Musk é dono]”. A rede era conhecida anteriormente como Twitter.

A decisão também determina que a rede social não desobedeça as ordens judiciais contra ela impostas. Musk havia anunciado que não obedeceria uma ordem do Judiciário brasileiro que ordenava o bloqueio de contas disseminadoras de fake news na plataforma. Em resposta, na nova decisão, Moraes afirma que aplicará multa diária de R$ 100 mil por perfil não bloqueado e atribuirá a responsabilidade pela desobediência aos responsáveis legais pelo X no Brasil.

As VPNs  são usadas para contornar restrições geográficas, permitindo acessar conteúdos que podem estar bloqueados em determinadas regiões. Por exemplo, se um serviço de streaming de vídeo só estiver disponível em determinados países, você pode usar uma VPN para parecer que está conectado a partir de um desses países e assim acessar o conteúdo.

FONTE: https://www.brasil247.com/mundo/musk-sobe-o-tom-das-ameacas-e-incentiva-brasileiros-a-adquirirem-vpn-para-burlar-proibicao-judicial-ao-x