Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

Novo alerta de chuvas deve ser lançado no 1º semestre e começar por 10 municípios

Serviço vai enviar mensagens de texto em formato pop up para todos os aparelhos de uma mesma região, sem necessidade de cadastramento prévio.

O governo federal deve lançar, ainda no primeiro semestre, uma nova tecnologia de alertas de emergência sobre chuvas e deslizamentos de encostas. De acordo com o diretor do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), Armin Augusto Braun, o sistema chamado cell broadcast vai começar em escala reduzida, em dez municípios brasileiros.

O serviço vai enviar mensagens de texto em formato pop up (sobreposto ao conteúdo acessado no celular) para todos os aparelhos de uma mesma região. Atualmente, os alertas por SMS são direcionados para a caixa de entrada de usuários previamente cadastrados na Defesa Civil. No novo sistema, não será necessário um registro prévio.

“É uma tecnologia onde o celular não precisa estar cadastrado. Essa tecnologia vai soar e tocar, a depender do nível de alerta, para todos os aparelhos celulares da região. É uma grande sirene”, afirmou o diretor, durante o evento “G20 no Brasil”, promovido nessa quinta-feira (16) por Valor, jornal O Globo e rádio CBN, para discutir como preparar as cidades para os desafios climáticos e a promoção do bem-estar dos cidadãos.

O Cenad é vinculado ao Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional. Segundo Braun, o ganho de escala do programa vai depender da capacitação das defesas civil estadual e municipal. Isso porque o conteúdo dos textos ficará a cargo dos órgãos. O sistema passou por testes em um projeto-piloto em sete municípios, no ano passado.

Sobre a tragédia no Rio Grande do Sul

O cell broadcast é amplamente utilizado no exterior e reivindicado por agentes de defesa civil no Brasil. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinou, em 2022, que as operadoras de telefonia móvel oferecessem o serviço gratuitamente. Inicialmente, a implementação do sistema estava prevista para dezembro de 2023.

O diretor do Cenad evitou comentar se a tragédia no Rio Grande do Sul teria sido mitigada caso a tecnologia já tivesse sido implementada. “A gente evita especular em cima de uma tragédia como a que aconteceu. O que tem de fato é que a gente está construindo a ferramenta. Todos esses desastres que acontecem… a gente tem um aprendizado. Eles nos auxiliam a tomar medidas de prevenção e preparação.”

FONTE:

https://valor.globo.com/brasil/noticia/2024/05/16/novo-alerta-de-chuvas-deve-ser-lancado-no-1o-semestre-e-comecar-por-10-municipios.ghtml