Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

Números apontam que 85% dos moradores de Porto Alegre estão sem acesso à água

A prefeitura da capital gaúcha decretou o racionamento de água na cidade.

Cerca de 85% da população de Porto Alegre (RS) está desabastecida pelo Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) por causa das enchentes que atingem o Rio Grande do Sul desde o último dia 29. Os temporais deixaram 85 mortos no estado.

O prefeito da capital gaúcha, Sebastião Melo (MDB), decretou nesta segunda-feira (6) o racionamento de água na cidade. Cinco das seis estações de tratamento do departamento foram desligadas – ETA Menino Deus, ETA Ilhas, ETA Moinhos de Vento, ETA Tristeza, ETA São João. A única em funcionamento é a ETA Belém Novo, que opera com capacidade reduzida.

“Estamos vivendo um desastre natural sem precedentes em Porto Alegre e no Rio Grande, e todos precisam contribuir. O desabastecimento é real e vai levar tempo até ser retomado com regularidade. Estamos buscando alternativas em diferentes frentes, mas a consciência de cada cidadão é decisiva para não piorar o cenário”, disse Melo.

Atividades como lavagens automotivas, de calçadas e fachadas, rega de jardins e gramados, bem como uso em salões de beleza, clínicas estéticas, academias, em banho e tosa de animais devem ser evitadas para preservar o recurso.

As decisões valem até que seja retomada a regularidade no abastecimento de água em Porto Alegre.

FONTE:

https://www.brasil247.com/regionais/sul/numeros-apontam-que-85-da-populacao-de-porto-alegre-estao-sem-acesso-a-agua