Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

“O assassinato brutal de civis palestinos escancara os propósitos genocidas do governo israelense”, diz Silvio Almeida

Ministro dos Direitos Humanos do Brasil subiu o tom ao condenar o ataque de Israel a um campo de refugiados palestinos: “o governo de Israel comete crimes de guerra”.

O ministro dos Direitos Humanos do Brasil, Silvio Almeida, subiu o tom e condenou com veemência o ataque disparado por Israel contra um campo de refugiados palestinos em Rafah, na Faixa de Gaza, durante o final de semana. O bombardeio por parte do regime sionista de Israel, comandando pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, matou mais de 40 pessoas. Idosos, mulheres e crianças foram gravemente feridas – algumas tiveram membros amputados.

Por meio de postagem no X, antigo Twitter, nesta segunda-feira (27), Silvio Almeida afirmou que a ação “escancarou os propósitos genocidas do governo israelense”. “Pelo menos 45 palestinos foram mortos em ataque israelense contra o campo de refugiados de Tal as-Sultan, no sul de Rafah. Segundo a Agência da ONU para Refugiados, as ‘mortes em massa’ incluem mulheres e crianças. Este evento não deixa dúvidas de que o governo de Israel comete crimes de guerra e que descumpre flagrantemente as decisões da Corte Internacional de Justiça. O assassinato brutal de civis palestinos – principalmente de mulheres e crianças – escancara os propósitos genocidas do governo israelense. Que a comunidade internacional rechace com firmeza esta atitude criminosa e faça cumprir as determinações do sistema de justiça internacional”.

https://x.com/silviolual/status/1795084035405885761

FONTE:

https://www.brasil247.com/brasil/o-assassinato-brutal-de-civis-palestinos-escancara-os-propositos-genocidas-do-governo-israelense-diz-silvio-almeida