Associação Brasileira dos Jornalistas

capa14anos

“O estado de Israel é criminoso, mimetiza o nazismo e perdeu o direito moral de existir”, diz Breno Altman

Editor do Opera Mundi afirma que a perseguição movida pela Conib apenas o estimula a seguir combatendo o sionismo.

Em entrevista à TV 247, o jornalista Breno Altman, editor do Opera Mundi, compartilhou suas opiniões sobre o genocídio promovido por Israel em Gaza e a inação da ONU, chamando-a de “casa de tolerância”. Segundo ele, só uma ação militar poderá frear o genocídio contra os palestinos.

Quanto à questão da Palestina, Altman compartilhou suas visões sobre a solução dos dois estados, argumentando que essa proposta é inviável nas condições impostas pelo sionismo. Ele mencionou a falta de soberania real para um estado palestino e a busca contínua de Israel por ocupar toda a Palestina histórica.

Alvo de ações judiciais movidas pela Confederação Israelita do Brasil (Conib), que solicitou medidas como a remoção de posts e até mesmo o cancelamento de seus perfis nas redes sociais, Altman afirmou que a entidade está testando seu poder de fogo para uma campanha de censura mais ampla contra os críticos às ações de Israel na Palestina. “O estado de Israel é criminoso e perdeu o direito moral de existir. Ele mimetiza o nazismo”, afirma. Assista:

FONTE:

https://www.brasil247.com/entrevistas/o-estado-de-israel-e-criminoso-mimetiza-o-nazismo-e-perdeu-o-direito-moral-de-existir-diz-breno-altman?tbref=hp