Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

O governo Lula é quem paga a Globo, mas é a oposição quem aparece: Tarcísio ganha três páginas no jornalão carioca

Gastos com publicidade destinados à Globo aumentaram significativamente durante o primeiro ano do novo governo, totalizando um aumento de 60% em relação a 2022.

A distribuição de verbas publicitárias tem sido um tema central na política brasileira, especialmente quando se trata da relação entre o poder executivo e os meios de comunicação. Uma investigação detalhada revelou que, apesar dos altos investimentos da Secretaria de Comunicação (SECOM) no conglomerado Globo, é a oposição, representada pelo governo Lula, que tem ganhado maior visibilidade nos veículos de mídia.

De acordo com dados levantados, os gastos com publicidade destinados à Globo aumentaram significativamente durante o primeiro ano do novo governo, totalizando um aumento de 60% em relação ao ano anterior. Esses valores, que totalizaram R$ 142 milhões em 2022, apontam para uma estratégia agressiva de comunicação por parte do governo Lula. No entanto, é intrigante observar que, apesar de financiar substancialmente os canais da empresa e suas afiliadas, é a oposição que tem se destacado na cobertura midiática dos Marinho.

Note, caro leitor, mesmo com o vultoso investimento do governo federal na Globo, não é o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) o principal personagem, muito menos a presidenta nacional do principal partido, o PT, que está no poder, a deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), que são ouvidos pela velha mídia. Pelo contrário, são os adversários políticos e ideológicos que têm mais destaque. Vide a história abaixo.

Uma entrevista exclusiva do Globo com o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, candidato do ex-presidente Jair Bolsonaro para as eleições de 2026, neste domingo (28/4), lança luz sobre essa dinâmica. Tarcísio, figura central na política paulista e representante da direita, tem sido objeto de atenção da imprensa, com especial destaque da Globo, apresentando-o como um “bolsonarista equilibrista entre radicais e as instituições”.Não é de somenos a abertura da matéria de três páginas no Globo, que promove a amizade do entrevistado com Xandão: “… o encontro com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes evidenciou a aproximação realizada no último ano.

A reportagem do jornalão carioca revela os bastidores da relação entre Tarcísio e o ex-presidente Bolsonaro, evidenciando uma suposta complexidade de sua posição política. Como principal representante do bolsonarismo fundamentalista, Tarcísio enfrenta o desafio de equilibrar as demandas de uma base radicalizada com as exigências institucionais de seu cargo como governador.

A estratégia de comunicação de Tarcísio, que busca um posicionamento supostamente moderado entre as facções políticas, tem sido objeto de análise e especulação. O texto exalta sua habilidade em estabelecer pontes entre Bolsonaro e setores mais institucionais da sociedade, que, segundo o argumento, reflete uma tentativa de consolidar sua posição como uma figura de destaque na direita brasileira.

A matéria também aborda os embates entre Tarcísio e a base bolsonarista, evidenciando as divergências internas e os desafios enfrentados pelo governador para manter sua base de apoio. Além disso, a reportagem traz ao holofote questões controversas relacionadas à política de segurança pública em São Paulo, ressaltando a necessidade de um equilíbrio entre o combate ao crime organizado e o respeito aos direitos humanos.

Em meio a esse cenário político de polarização, o nome de Tarcísio de Freitas emerge como ícone da direita na disputa pelo poder em 2026. O jornalão destaca sua capacidade de navegar entre diferentes correntes políticas e elogia sua trajetória marcada pela gestão pública e pela atuação no governo federal, que, segundo a publicação, o posicionam como um dos principais candidatos à presidência, em um momento de intensa polarização e incerteza política no Brasil.

Em 22 de fevereiro último, em entrevista exclusiva ao Blog do Esmael, nas vésperas da manifestação na Avenida Paulista, Bolsonaro revelou que o governador Tarcísio seria seu herdeiro na disputa presidencial de 2026, contra Lula, caso o ex-presidente não consiga derrubar sua inelegibilidade.

Enfim, parece que a Globo encontrou seu candidato à Presidência da República em 2026. No entanto, o que salta aos olhos, é o governo do presidente Lula quem paga esta conta. “Um cavalo selado não passa duas vezes”, diz o governador Tarcísio de Freitas, sobre a possibilidade de se candidatar ao Palácio do Planalto.

FONTE:

https://www.brasil247.com/blog/o-governo-lula-e-quem-paga-a-globo-mas-e-a-oposicao-quem-aparece-tarcisio-ganha-tres-paginas-no-jornalao-carioca