Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

“O lawfare não existe sem a participação do jornalismo”, diz José Sócrates, ex-premiê de Portugal, vítima de lawfare, à TV 247

Ex-primeiro-ministro destaca relação entre lawfare e mídia e o cenário político em Portugal.

O ex-primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates, foi o convidado especial do programa Boa Noite 247, onde discutiu as influências das ações do Ministério Público no polêmico processo Marquês sobre as eleições portuguesas.

Durante a entrevista, Sócrates comentou sobre o impacto das ações judiciais nas decisões eleitorais, afirmando que “Os portugueses que votaram no Chega, votaram num partido xenófobo e que vive à custa do ódio”, destacando sua visão sobre o ambiente político atual.

Além disso, ele mencionou a relação entre o jornalismo e o ascenso da extrema direita em Portugal, ao afirmar que “O lawfare não existe sem a participação do jornalismo. Dos ‘editores amigos'”, apontando para a mídia como uma peça chave na moldagem da opinião pública.

Sócrates também expressou sua visão sobre o comportamento do Partido Socialista durante todo o processo, afirmando que “O Partido Socialista se comportou como sendo a vítima perfeita do Ministério Público de Portugal”, sugerindo uma postura de complacência diante das circunstâncias.

“A grande diferença entre Brasil e Portugal é que em Portugal há uma direita democrática. No Brasil, não há direita democrática”, diz José Sócrates, ex-premiê português, à TV 247, adicionando um comentário sobre as nuances políticas entre os dois países.

Assista:

FONTE:

https://www.brasil247.com/entrevistas/o-lawfare-nao-existe-sem-a-participacaodo-jornalismo-diz-jose-socrates-ex-premie-de-portugal-vitima-de-lawfare-a-tv-247-fjbkn1yy