Associação Brasileira dos Jornalistas

capa14anos

O QUE A IMPRENSA OCIDENTAL NÃO TE CONTOU SOBRE AS ELEIÇÕES DE TAIWAN

Com 40% dos votos, ganhou o separatista anti-China Lai Ching-Te, do Partido Democrático Progressista, nas eleições de Taiwan. Em segundo lugar, com 33,5% dos votos, ficou Hou Yu-ih (Kuomintang, KMT), partidário da unificação e, em terceiro, com 26,5, Ko Wen-je (Partido do Povo de Taiwan, PPT), comunista. Não há segundo turno na província. Vamos agora ao que interessa.
Na eleições anteriores, o mesmo PDP (governista) tinha obtido 57% dos votos. Isto significa que os separatistas perderam cerca de 2,5 milhões de votos em 4 anos.
Pela primeira vez, os separatistas não terão maioria no Legislativo de lá. Os partidários da unificação com a China obtiveram 52 assentos (contra 51 dos separatistas) e os comunistas (pró-China), 8 assentos.
Desta forma, a pressão chinesa trouxe resultados dentro dos marcos democráticos da província, obrigando a imprensa ocidental a fazer malabarismos retóricos para engrandecer uma vitória dos separatistas que, na prática, pode ser classificada como derrota.

Por Daniel Spirin Reynaldo no seu Facebook

FONTE: https://www.facebook.com/daniel.omettalspirin