Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

“O que Tarcísio está fazendo, ao conceder à PM o direito de investigação, é um projeto de poder”, diz Lênio Streck

Jurista denuncia tentativa de militarização em São Paulo e alerta para ameaça à democracia com poder de investigação concedido à PM.

Na última edição do programa “Giro das Onze” da TV 247, o renomado jurista Lênio Streck fez duras críticas à decisão do governador de São Paulo, Tarcísio Freitas, de conceder à Polícia Militar o poder de investigação. Segundo Streck, essa medida é considerada inconstitucional e representa uma ameaça às estruturas democráticas do país.

“Esta decisão é inconstitucional, todo mundo sabe. É evidente quais são as funções das polícias civil, militar e judiciária”, afirmou Streck durante a entrevista. Ele destacou ainda que o Secretário de Segurança de São Paulo, Guilherme Muraro Derrite, parece ter a intenção de transformar o estado em um Estado policial, evidenciando um desejo de militarização que preocupa.

O jurista expressou sua perplexidade diante do aparente fascínio de algumas pessoas no Brasil pela farda. “E eu me pergunto: qual o fetiche que essas pessoas no Brasil têm pela farda? As pessoas veem uma farda e ficam emocionadas. É um fetiche bolsonarista”, comentou.

Streck alertou para o perigo de banalização dessa medida em São Paulo e a possível troca de uma segurança pública “pretensa” por um Estado policial. Ele ressaltou a importância de compreender os limites entre o Estado policial e a segurança, bem como os custos envolvidos nesse processo.

Diante da gravidade da situação, o jurista defendeu a necessidade de recorrer ao Supremo Tribunal Federal para questionar a constitucionalidade dessa medida e garantir a preservação dos princípios democráticos e dos direitos individuais dos cidadãos.

Assista: