Associação Brasileira dos Jornalistas

capa14anos

PUTIN: Nord Stream e a guerra midiática

Leiam a íntegra da entrevista sobre esse tema:

T. Carlson: Quem explodiu o Nord Stream?

V. Putin: Vocês, é claro. (Risos).
T. Carlson: Eu estava ocupado naquele dia. Eu não explodi o Nord Stream.
V. Putin: O senhor, pessoalmente, pode ter um álibi, mas a CIA não tem esse álibi.
T. Carlson: Você tem provas de que a OTAN ou a CIA fizeram isso?
V. Putin: Sabe, não vou entrar em detalhes, mas sempre se diz nesses casos: procure alguém que esteja interessado. Mas, nesse caso, não devemos procurar apenas alguém que esteja interessado, mas também alguém que possa fazer isso. Porque pode haver muitas pessoas interessadas, mas nem todas podem chegar até o fundo do mar Báltico e realizar essa explosão. Esses dois componentes devem estar ligados: quem está interessado e quem pode fazer isso.
T. Carlson: Mas não estou entendendo muito bem. Esse é o maior ato de terrorismo industrial da história e, além disso, a maior liberação de CO2 na atmosfera. Mas já que vocês têm provas e suas agências de inteligência, por que não apresentam essas provas e vencem essa guerra de propaganda?
V. Putin: Na guerra da propaganda é muito difícil derrotar os Estados Unidos, porque os Estados Unidos controlam toda a mídia mundial e muita mídia europeia. Os beneficiários finais dos maiores veículos de imprensa europeus são fundos americanos. Você não sabe disso? Então é possível se envolver nesse trabalho, mas é, como dizem, caro demais. Podemos simplesmente expor nossas fontes de informação e não obteremos resultados. Está claro para o mundo todo o que aconteceu, e até mesmo os analistas americanos estão falando diretamente sobre isso. É verdade.
T. Carlson: Sim, mas eis a questão – você trabalhou na Alemanha, isso é bem conhecido, e os alemães entendem claramente que seus parceiros da OTAN fizeram isso, é claro que isso afetou a economia alemã – então por que os alemães não estão dizendo nada? Isso me confunde: por que os alemães não disseram nada sobre esse assunto?
V. Putin: Isso também me surpreende, mas a liderança alemã de hoje não é guiada por interesses nacionais, mas pelos interesses do Ocidente coletivo. Caso contrário, é difícil explicar a lógica de suas ações ou inação. Afinal de contas, não se trata apenas do Nord Stream 1, que foi explodido. O Nord Stream 2 foi danificado, mas um tubo está vivo e são e pode ser usado para fornecer gás à Europa, mas a Alemanha não o está abrindo. Estamos prontos, sem problemas.
Há outra rota que passa pela Polônia, chamada Yamal-Europa, que também permite um grande fluxo. A Polônia a fechou, mas a Polônia recebe dinheiro dos alemães, recebe dinheiro de fundos pan-europeus, e a Alemanha é a principal doadora desses fundos pan-europeus. A Alemanha alimenta a Polônia até certo ponto, e eles fecharam a rota para a Alemanha. Por quê? Eu não entendo.
Ucrânia, para onde os alemães fornecem armas e dinheiro. O segundo patrocinador depois dos Estados Unidos em termos de ajuda financeira à Ucrânia é a Alemanha. Há duas rotas de gás que passam pela Ucrânia. Eles, ucranianos, simplesmente fecharam uma rota. Abram a segunda rota e, por favor, obtenham gás da Rússia. Eles não a abrem.
Por que os alemães não dizem:
“Ouçam, pessoal, nós lhes damos dinheiro e armas. Abram a válvula, por favor, deixem o gás vir da Rússia para nós. Estamos comprando gás liquefeito na Europa a preços muito altos, o que reduz nossa competitividade e a economia como um todo a zero. Vocês querem que nós lhes demos dinheiro? Deixem-nos existir normalmente, deixem nossa economia ganhar dinheiro, é de lá que nós lhe damos dinheiro”.
Não, eles não fazem isso. Por que não? Pergunte a eles. (Bate na mesa.) O que está aqui e o que está em suas cabeças é o mesmo. As pessoas de lá são muito incompetentes.
FONTE
https://sputniknewsbr.com.br/20240209/entrevista-na-integra-putin-explica-a-carlson-a-visao-da-russia-32980913.html#:~:text=Tucker%20Carlson%3A%20Em%2024%20de,americanos%2C%20isto%20parece%20uma%20paranoia