Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

“Qualquer coisa que a direita brasileira puder fazer para evitar uma vitória de Lula em 2026, ela fará”, diz Marcos Coimbra

Presidente do Vox Populi analisa cenário político e destaca desafios para Lula em possível candidatura em 2026.

Em entrevista concedida ao programa Boa Noite 247, o sociólogo e presidente do Instituto Vox Populi, Marcos Coimbra, expressou sua visão sobre o cenário político brasileiro e as perspectivas para as eleições de 2026. Em suas declarações, Coimbra destacou a intensidade da disputa política e a determinação da direita em evitar uma possível vitória do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Qualquer coisa que a direita brasileira puder fazer para evitar uma vitória de Lula em 2026, ela fará”, afirmou o sociólogo, enfatizando a polarização e os esforços que serão empregados pelos diversos segmentos políticos para influenciar o resultado eleitoral.

Ao analisar o contexto político atual, Coimbra ressaltou que a corrida presidencial já está em curso desde o fechamento das urnas em 2022. Segundo ele, a incapacidade de Jair Bolsonaro de garantir uma gestão eficiente abriu espaço para a busca de novas lideranças pela direita. “Quando ficou óbvio que Bolsonaro era a pessoa ridícula que é, a direita ia atrás de outro”, afirmou o presidente do Instituto Vox Populi.

Sobre o potencial de Lula nas eleições de 2026, Coimbra foi assertivo: “Lula só não ganha em 2026 se houver um acidente extraordinário”. O sociólogo destacou a importância de estar no governo e a capacidade de comunicação do presidente como fatores determinantes para seu sucesso eleitoral. “Ele está no governo”, pontuou Coimbra. “Ser governo é muito importante. E Lula tem enorme capacidade de comunicação, e também faz um bom governo”, acrescentou.

Por fim, o presidente do Instituto Vox Populi ressaltou a relação entre a eficácia governamental e a reeleição, observando que o desempenho de um líder político durante seu mandato influencia diretamente sua permanência no poder. “A história prova que o bom governante, se reelege. O mau governante, não se reelege. Quem disse isso ao Bolsonaro foi a maioria do eleitorado brasileiro em 2022. Se Lula faz um bom governo, é forte”, concluiu Marcos Coimbra.

Assista:

FONTE:

https://www.brasil247.com/entrevistas/qualquer-coisa-que-a-direita-brasileira-puder-fazer-para-evitar-uma-vitoria-de-lula-em-2026-ela-fara-diz-marcos-coimbra