Associação Brasileira dos Jornalistas

capa14anos

Rússia se torna principal fornecedor de petróleo bruto da China em desafio às sanções

Austrália continuou a ser o principal fornecedor da China de gás natural liquefeito.

Pequim e Moscou contornaram as sanções ocidentais sobre importações de petróleo russo usando comerciantes intermediários, permitindo a Rússia se tornasse o principal fornecedor de petróleo bruto da China, à frente da Arábia Saudita, de acordo com novos dados divulgados neste sábado (20) pelo canal RT.

A Rússia vendeu um recorde de 107,02 milhões de toneladas métricas de petróleo bruto para a China no ano passado – equivalente a 2 milhões de barris por dia – enquanto o preço do petróleo cru ESPO russo subiu acima do teto de preço de $60/baril estabelecido pelo G7.

Além disso, a Rússia forneceu 8 milhões de toneladas de gás natural liquefeito no valor de US$ 5,18 bilhões para a China até 2023, um aumento de 23% em relação ao ano anterior.

A Austrália continuou a ser o principal fornecedor de GNL da China até 2023, com exportações de 24 milhões de toneladas de GNL no valor de 14,7 mil milhões de dólares, e foi seguida pelo Qatar com 16,6 milhões de toneladas de GNL no valor de 10,2 mil milhões de dólares.

FONTE:

https://www.brasil247.com/mundo/russia-se-torna-principal-fornecedor-de-petroleo-bruto-da-china-em-desafio-as-sancoes?tbref=hp