Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 13 anos lutando pelos jornalistas (3)
Seria a guerra na Ucrânia parte de uma estratégia dos EUA para enfraquecer a Alemanha? RAND diz, “SIM”!

Seria a guerra na Ucrânia parte de uma estratégia dos EUA para enfraquecer a Alemanha? RAND diz, “SIM”!

A guerra é um prazer culposo e vicário, desde que você não esteja agachado em um porão ou trincheira rezando para que um projétil de artilharia não acerte diretamente sua posição. Tanques estrondosos, foguetes e mísseis ruidosos e tropas disparando armas automáticas são as coisas que Hollywood usa para entreter as massas que sintonizam para assistir a um filme de guerra, ou melhor ainda, transmissões ao vivo das linhas de frente, cortesia de repórteres intrépidos.

Por Larry Johnson

Mas o dano real da invasão da Ucrânia pela Rússia é econômico e determinará o resultado desta guerra. Não está apenas causando estragos na Ucrânia, está causando danos reais em todo o mundo. Alguns acreditam que os Estados Unidos e a OTAN estão usando a Ucrânia como uma alavanca para enfraquecer a Rússia e se livrar de Putin. O crime de Putin? Ele se recusou a ser a cadela de prisão do oeste. Mas há um relatório da RAND de janeiro de 2022 que sugere algo mais sombrio, até mesmo diabólico. Mais sobre isso mais tarde. (NOTA – Este pode não ser um relatório genuíno da RAND. Leve-o com um grão de sal. Independentemente de sua veracidade, as sanções à Rússia estão tendo um efeito devastador na economia alemã.)

As sanções econômicas foram projetadas para prejudicar todos os russos – não apenas Putin e outros líderes russos. Você se lembra dos dias inebriantes no início da guerra, quando ativos russos fora da Rússia estavam sendo apreendidos, oligarcas russos, incluindo aqueles que se opunham a Putin, tiveram suas propriedades confiscadas e artistas e atletas foram tratados como leprosos com Ebola ativo? O ocidente efetivamente declarou uma guerra sem tiros contra a Rússia e ficou sentado esperando o colapso da economia russa.

Mas tudo isso saiu pela culatra e o fez de uma maneira grande e inesperada. Em vez de se dobrar como uma barraca barata em um furacão, a economia russa continuou a se arrastar com uma inflação mínima porque os caras e moças inteligentes em Washington, Londres e Berlim não conseguiram fazer o dever de casa. Eles não perceberam que a posição da Rússia como um grande exportador de petróleo, gás, fertilizantes e outros metais críticos e minerais de terras raras isolava a Rússia da dor que o Ocidente queria tão desesperadamente infligir. E a Rússia se concentrou em forjar laços mais fortes com a China, cuja economia estava com problemas, e acelerou o desenvolvimento de uma moeda de reserva internacional alternativa que permitiria à Rússia negociar com outras nações fora do clube da OTAN.

Agora as galinhas estão voltando para casa e as notícias são más, não para a Rússia, mas para a Europa. Talvez você tenha perdido estes relatórios recentes:

A crise energética na Alemanha está se transformando em uma crise fabril, um executivo da siderúrgica ArcelorMittal disse que a ala alemã da empresa não pode mais competir devido ao aumento dos custos de energia.

“A produção na Alemanha não é mais competitiva”, disse Reiner Blaschek, CEO da ArcelorMittal Alemanha, que recentemente fechou duas fábricas no país. Ele está pedindo uma rápida intervenção política, dizendo: “Precisamos de preços competitivos de energia para a indústria”.

Os preços do gás e da eletricidade, que dispararam nos últimos meses devido às sanções e à decisão da Rússia de cortar os fluxos de gás, deixaram muitas indústrias com custos de insumos muito altos para permanecerem lucrativas, e muitos especialistas econômicos estão prevendo mais problemas para o principal setor industrial alemão, com efeitos indiretos para o resto da economia alemã.

https://rmx.news/article/production-in-germany-is-no-longer-competitive-ceo-at-worlds-largest-steel-manufacturer-warns-of-crisis-as-plants-shut-down/

Você pegou isso? A ArcelorMittal já fechou duas fábricas na Alemanha. Isso significa trabalhadores qualificados e desempregados. E esse desemprego reverbera para outras partes da economia alemã. Esses trabalhadores não têm mais dinheiro extra para gastar em restaurantes e bares. Eles não têm dinheiro para comprar novas casas ou reformar suas cozinhas, ou banheiros. Tudo isso é resultado do “aumento dos preços da energia” que é uma consequência direta das políticas verdes idiotas e da hostilidade alemã em relação à Rússia, manifestada por meio de sanções. O preço do gás e do petróleo não vai diminuir no curto prazo e a Rússia fechou as torneiras para a Europa, cortando o fornecimento de gás do NordStream.

A Suécia, que recentemente se juntou à OTAN, também está recebendo um soco econômico no nariz:

A fabricante sueca de eletrodomésticos Electrolux AB  anunciou  um programa de redução de custos após relatar uma queda na demanda por seus eletrodomésticos na Europa e nos EUA.

Segunda maior fabricante de eletrodomésticos do mundo, depois da Whirlpool,“ estima-se que a demanda do mercado por eletrodomésticos principais na Europa e nos EUA até agora no terceiro trimestre tenha diminuído em um ritmo significativamente acelerado em comparação com o segundo trimestre, impulsionado pelo impacto do aumento da inflação nas compras de bens duráveis ​​e a baixa confiança do consumidor”.

https://www.zerohedge.com/markets/alarm-bells-sound-worlds-second-largest-appliance-company-reports-demand-plunge

A União Europeia também está lutando para lidar com fortes ventos contrários econômicos desencadeados pelas sanções à Rússia:

A reunião de sexta-feira em Bruxelas encerrou uma semana frenética de atividades governamentais em todo o bloco de 27 países, na qual ficou claro o quão complexo é forjar uma resposta comum à crise de energia, dada a amplitude dos desafios. . . .

A Rússia aumentou a aposta há pouco mais de uma semana, quando a Gazprom PJSC cortou indefinidamente as entregas de gás para a Europa através do gasoduto Nord Stream .

Isso desencadeou outra rodada de medidas de restrição orçamentária, já que os governos anunciaram ajuda adicional para ajudar as pessoas a pagar suas contas. Eles também foram forçados a lidar com a nova ameaça da crise financeira. Como os preços crescentes da energia deixam algumas empresas lutando para encontrar dinheiro suficiente para atender às chamadas de margem, os países anunciaram bilhões de euros em financiamento de liquidez.

https://www.bloomberg.com/news/articles/2022-09-10/scale-of-europe-s-energy-turmoil-exposed-in-frenzied-crisis-week

Por trás do caos econômico na Europa está o desastre econômico que se desenrola na Ucrânia. A economia da Ucrânia não está produzindo fluxo de caixa suficiente para sustentar seu esforço militar. Agora é totalmente dependente da generosidade dos Estados Unidos e da Europa. Então, aqui está a pergunta crítica – por quanto tempo os governos da Europa, enfrentando crescente agitação doméstica, continuarão a passar cheques em branco para Volodomyr Zelensky e a esgotar seus próprios estoques militares?

Mais uma viagem de volta à Segunda Guerra Mundial. A União Soviética sofreu perdas catastróficas durante o primeiro ano da guerra com a Alemanha. À medida que os exércitos nazistas inundavam o leste, os soviéticos apressadamente empacotaram fábricas e as enviaram para o leste dos montes Urais. Você acha que os Estados Unidos, se tivessem sido invadidos, poderiam desmontar suas fábricas de automóveis e aviões em Illinois e enviar essas fábricas para o Alasca, remontá-las e colocá-las de volta em produção dentro de um ano? Porque foi isso que os soviéticos fizeram. Enquanto eles sofreram perdas inimagináveis ​​de homens na linha de frente e tiveram aldeias e cidades arrasadas, a União Soviética continuou a operar uma capacidade de fabricação e reconstruiu seus exércitos com novos recrutas.

A Ucrânia não está fazendo nada disso. A Ucrânia não pode levar recrutas com segurança para campos no oeste da Ucrânia para treinamento básico sem o risco de ser atingido por mísseis de precisão russos. Uma grande parte dos centros de fabricação da Ucrânia está agora nas mãos da Rússia. Lembra de Mariupol? Sem centros de treinamento militar seguros e fábricas ativas, a Ucrânia não pode realizar o milagre econômico que os soviéticos fizeram na Segunda Guerra Mundial.

Enquanto a economia da Rússia permanecer intacta e puder vender seus produtos essenciais para outros países que não estão a bordo do apoio à Ucrânia, a Rússia prevalecerá. Deixe-me concluir dando alguns elogios aos analistas da Rand. Rand divulgou um relatório presciente em janeiro que fornece algumas informações alarmantes sobre um motivo nefasto que explica por que Washington está incitando Berlim a apoiar a Ucrânia e cortar laços com a Rússia:

O estado atual da economia dos EUA não sugere que ela possa funcionar sem o apoio financeiro e material de fontes externas. A política de flexibilização quantitativa, à qual o Fed recorreu regularmente nos últimos anos, bem como a emissão descontrolada de dinheiro durante os bloqueios Covid de 2020 e 2021, levaram a um aumento acentuado da dívida externa e a um aumento da oferta de dólares.

A contínua deterioração da situação econômica provavelmente levará a uma perda da posição do Partido Democrata no Congresso e no Senado nas próximas eleições a serem realizadas em novembro de 2022. O impeachment do presidente não pode ser descartado nessas circunstâncias, que deve ser evitado a todo custo. . .

O atual modelo econômico alemão se baseia em dois pilares. Trata-se de acesso ilimitado a recursos energéticos russos baratos e à energia elétrica francesa barata, graças à operação de usinas nucleares. A importância do primeiro fator é consideravelmente maior. A interrupção do fornecimento russo pode criar uma crise sistêmica que seria devastadora para a economia alemã e, indiretamente, para toda a União Europeia.

Notas:
– RAND Corporation: “pesquisa e desenvolvimento”, é um “think tank” estadunidense “sem fins lucrativos” de política global, criado em 1948 pela Douglas Aircraft Company para “oferecer” pesquisa e análise às Forças Armadas dos EUA…
– Douglas Aircraft Company: fabricante de aeronaves que existiu até 1967; nesse ano, em fusão com outra fabricante, a McDonnell Aircraft, formou a McDonnell Douglas; está última foi absorvida pela Boeing em 1997;
– A RAND Corporation é financiada pelo governo dos EUA, por fundos privados, corporações, universidades e particulares dos EUA…
– Segundo o próprio site da corporação:
“A RAND Corporation é uma organização de pesquisa que desenvolve soluções para desafios de políticas públicas para ajudar a tornar as comunidades em todo o mundo mais seguras, saudáveis e prósperas.”
https://www.rand.org/about.html
– Alguns colaboradores “notáveis” (…) da RAND Corporation: Condoleezza Rice, Donald Rumsfeld, Francis Fukuyama, Henry Kissinger…
– Daniel Ellsberg também fazia parte da RAND Corporation até o “Pentagon Papers”;
– Pentagon Papers: Report of the Office of the Secretary of Defense Vietnam Task Force (Relatório do Gabinete do Secretário de Defesa da Força-Tarefa do Vietnã); relatório altamente secreto Departamento de Defesa sobre o envolvimento político e militar dos EUA no Vietnã, de 1945 a 1967, liberado por Daniel Ellsberg.

FONTE: https://sakerlatam.org/seria-a-guerra-na-ucrania-parte-de-uma-estrategia-dos-eua-para-enfraquecer-a-alemanha-rand-diz-sim/