Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

‘Seria justo voltar à Câmara, mas só decidirei candidatura em 2025’, diz Dirceu depois de ter pena extinta pelo STF

Segunda Turma do Supremo considerou que a condenação, relacionada à Operação Lava Jato, prescreveu.

O ex-ministro José Dirceu afirma que ainda não decidiu se vai disputar um cargo eletivo nas eleições de 2026. A Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) extinguiu, nesta terça-feira (21), a pena de corrupção passiva contra ele.

O colegiado considerou que a pena, relacionada à Operação Lava Jato, prescreveu. Com isso, abre-se um caminho para que Dirceu fique elegível novamente —para isso, ele precisa conseguir também arquivar um processo a que ainda responde no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Dirceu teve o mandato de deputado federal cassado em 2005, no escândalo do mensalão.

“Fui cassado por razões políticas e sem provas. Sofri processos kafkianos. Seria justo voltar à Câmara”, afirma ele. “Mas só vou tomar essa decisão no próximo ano. Neste momento, há outras prioridades políticas a serem enfrentadas.”

O petista diz que está empenhado neste momento em ajudar a eleger candidatos nas eleições municipais deste ano e “na renovação do PT“. O partido deve eleger uma nova direção ainda este ano.

“Não é uma questão de vontade pessoal”, segue o ex-ministro.

Dirceu havia sido condenado pela 13ª Vara Federal de Curitiba a mais de oito anos pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

FONTE:

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2024/05/seria-justo-voltar-a-camara-mas-so-decidirei-candidatura-em-2025-diz-dirceu-depois-de-ter-pena-extinta-pelo-stf.shtml