Associação Brasileira dos Jornalistas

capa14anos

Texas processa Pfizer por supostamente exagerar benefícios da vacina contra Covid e censurar críticos

A farmacêutica disse que as suas declarações sobre a vacina foram “precisas e baseadas na ciência”.

 O procurador-geral do estado americano do Texas, Ken Paxton, processou a farmacêutca Pfizer por supostamente ter exagerado a eficácia de sua vacina contra a Covid-19, enganando o público durante a pandemia, informou o Texas Tribune.

Paxton, que é do partido Republicano, acusou a Pfizer de se envolver em atos e práticas enganosas, em violação da Lei de Práticas Comerciais Enganosas do Texas, de acordo com um comunicado de imprensa compartilhado na rede social X.

Ele argumentou que as alegações da Pfizer sobre a eficácia de seu imunizante sugeriam que ele acabaria efetivamente com a pandemia de de Covid-19, o que não ocorreu.

O processo também afirma que a Pfizer conspirou para silenciar aqueles que criticaram a vacina. .

A Pfizer disse em comunicado que as suas declarações sobre a vacina foram “precisas e baseadas na ciência” e que acreditava que o processo de Paxton não tinha mérito.

A Pfizer também disse que sua vacina “demonstrou um perfil de segurança favorável em todas as faixas etárias e ajudou a proteger contra resultados graves de Covid-19, incluindo hospitalização e morte”.

Vários do ex-presidente Donald Trump elogiaram Paxton por encaminhar o processo, assinalou a revista NewsWeek.

FONTE

https://www.brasil247.com/mundo/texas-processa-pfizer-por-supostamente-exagerar-beneficios-da-vacina-contra-covid-e-censurar-criticos