Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

Trabalho de resgate emergencial salva mais de 20 mil vidas no RS

Esforços envolvem quase mil militares das Forças Armadas, bombeiros, defesa civil, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal.

As operações de resgate e assistência emergencial no Rio Grande do Sul atingiram um marco de mais de 20 mil pessoas sendo salvas de áreas de risco em ações aéreas, terrestres e aquáticas. Uma iniciativa integrada, que envolve quase mil militares das Forças Armadas, bombeiros, defesa civil, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e uma colaboração estreita entre Governo Federal, estado e municípios.

O ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência, Paulo Pimenta, expressou sua gratidão pelo esforço conjunto dos profissionais envolvidos nessa operação histórica. “Com o nosso trabalho de união, conseguimos salvar 20 mil vidas até o momento. Continuamos no trabalho 24 horas por dia, até que todas as pessoas estejam em segurança”, afirmou Pimenta.

As Forças Armadas brasileiras desempenham um papel significativo nesses esforços, mobilizando recursos substanciais para as operações de resgate. A operação inclui pelo menos 30 helicópteros, quatro aeronaves, 866 viaturas e 182 embarcações, além de 85 equipamentos de engenharia, reunindo um efetivo de quase 900 pessoas, entre Exército, Marinha, Aeronáutica e agências parceiras.

Além disso, o Ministério da Justiça tem um papel na coordenação das ações de resgate e salvamento. A pasta atualizou o número de integrantes diretamente envolvidos nas operações, incluindo membros da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e Força Nacional. São 734 pessoas, entre policiais e bombeiros, com uma estrutura logística composta por veículos especiais, botes de resgate, helicópteros e outras unidades essenciais.

Segundo informações atualizadas pela Defesa Civil, o impacto das chuvas é extenso, com 336 municípios afetados em todo o estado. Os números revelam uma situação grave: 16.600 pessoas em abrigos, 88 mil desalojados e 780 mil habitantes afetados de alguma forma. O registro oficial aponta 77 mortes confirmadas, com outras quatro em investigação, além de 108 desaparecidos e 155 feridos. Há 214 pontos de bloqueio de vias, o que demonstra a extensão do desafio enfrentado pelas equipes de resgate e assistência.

FONTE:

https://www.brasil247.com/regionais/sul/trabalho-de-resgate-emergencial-salva-mais-de-20-mil-vidas-no-rs