Associação Brasileira dos Jornalistas

Seja um associado da ABJ. Há 12 anos lutando pelos jornalistas

Tropas russas avançam no leste da Ucrânia em vários pontos da linha de frente

Em fevereiro, o presidente russo Vladimir Putin ordenou que as tropas russas avançassem ainda mais na Ucrânia após a queda da cidade de Avdiivka.

As forças russas avançaram em pontos ao longo da linha de frente na Ucrânia nesta segunda-feira (29), tomando um vilarejo na região de Donetsk, conquistando melhores posições na região de Kharkiv e repelindo uma série de ataques ucranianos, disse o Ministério da Defesa da Rússia.

A Rússia controla cerca de 18% da Ucrânia – no leste e no sul – e tem ganhado terreno desde o fracasso da contraofensiva de Kiev no ano passado, que não conseguiu fazer nenhuma incursão séria contra as tropas russas bem entrincheiradas.

Em fevereiro, o presidente russo Vladimir Putin ordenou que as tropas russas avançassem ainda mais na Ucrânia após a queda da cidade de Avdiivka, onde, segundo ele, as tropas ucranianas foram forçadas a fugir de forma caótica. A Ucrânia rejeitou a declaração e disse que optou por se retirar de Avdiivka.

O Ministério da Defesa da Rússia disse que suas tropas haviam tomado o vilarejo de Semenivka, a noroeste de Avdiivka. A Rússia afirmou ter derrotado as forças ucranianas e mercenários estrangeiros em vários outros vilarejos da região.

A Rússia também informou ter derrotado as tropas ucranianas nas áreas de Synkivka, na região de Kharkiv, e em vários outros pontos ao longo da linha de frente. Os russos também afirmaram ter atingido oficinas de drones ucranianos.

O Estado-Maior da Ucrânia disse que suas tropas repeliram ataques inimigos perto de Semenivka e informou que seus soldados haviam repelido vários outros ataques russos.

A Reuters não conseguiu verificar imediatamente os relatos dos campos de batalha de ambos os lados. Os dois países impõem restrições aos jornalistas que cobrem o conflito.

O Ocidente e a Ucrânia afirmam que não descansarão até que as forças russas sejam derrotadas e classificam a guerra como uma apropriação de terras no estilo imperial com o objetivo de forçar o país a voltar à órbita de Moscou.

Mas a Rússia tem se rearmado mais rapidamente do que o Ocidente, tem um Exército maior do que antes da invasão e tem uma população várias vezes maior do que a Ucrânia, que está tentando recrutar mais homens para seu Exército.

A Rússia afirma que atingirá todos os seus objetivos no que chama de “operação militar especial” na Ucrânia, partes da qual Moscou agora diz considerar como território russo.

FONTE:

https://www.brasil247.com/mundo/tropas-russas-avancam-no-leste-da-ucrania-em-varios-pontos-da-linha-de-frente