Associação Brasileira dos Jornalistas

capa14anos

CNN interfere em trabalho jornalístico para favorecer Bolsonaro e provoca demissões e crise interna

Clima é de crise nos bastidores da emissora que se aproxima do seu quarto aniversário.

A CNN Brasil, que se aproxima do seu quarto aniversário em março, enfrenta uma nova crise interna. As jornalistas Renata Agostini e Thaís Arbex anunciaram suas saídas da emissora, motivadas por desacordos sobre a edição de um documentário referente aos atos golpistas de 8 de janeiro de 2023. As informações são do portal F5.

As profissionais não participaram do processo de edição e assistiram ao conteúdo apenas após sua exibição. Adicionalmente, foram informadas pouco antes da transmissão de que uma entrevista previamente solicitada com Jair Bolsonaro seria conduzida por Leandro Magalhães, apresentador do CNN Arena, e não pela equipe responsável pelo documentário.

No lançamento da série documental, dividida em cinco partes, Arbex e Agostini se descontentaram com o produto final e expressaram suas preocupações à direção da emissora, conforme investigado pelo F5.

Apesar desses contratempos e do clima tenso na redação, a CNN Brasil organizou duas festas temáticas de Carnaval em São Paulo e Brasília nesta semana, buscando fortalecer a relação entre a direção e os colaboradores.

Arbex irá trabalhar no Ministério da Justiça. O destino de Agostini na televisão é incerto.

FONTE:

https://www.brasil247.com/midia/renata-agostini-e-thais-arbex-deixam-cnn-brasil-apos-discordia-editorial